Siemens divulga relatório de sustentabilidade para o ano fiscal de 2021

Siemens divulga relatório de sustentabilidade para o ano fiscal de 2021

O resultado do Relatório de Sustentabilidade para o ano fiscal de 2021, finalizado em setembro, o primeiro desde a criação da nova estrutura estratégica DEGREE, em junho deste ano, e que estabelece metas de ambições ambientais, sociais e de governança (ESG) para a companhia, indicou progressos nas ações de sustentabilidade da companhia.

“Estamos no caminho para alcançar com sucesso nossas metas de sustentabilidade e estamos levando nossas ambições mais adiante com nossa estrutura DEGREE”, diz Judith Wiese, Chief People and Sustainability Officer e membro do Conselho de Administração da Siemens AG. “Nossa abordagem 360 graus coloca os esforços de sustentabilidade da Siemens em atuar para todas as partes interessadas: clientes e investidores, nosso pessoal, comunidades e meio ambiente. Estamos orgulhosos de nossos resultados demostrados no relatório de sustentabilidade, mas o sucesso precisará ser provado a longo prazo”, completa a executiva.

Dentro dos resultados, a Siemens teve um progresso sólido com respeito às suas 14 ambições ESG com avanços substanciais para realizar cerca de um terço deles. Entre eles estão o fornecimento de treinamento ocupacional para os colaboradores, os requerimentos de ESG para seus fornecedores e a participação das mulheres na alta administração.

Para as metas de ecodesign e materiais secundários, em outras palavras, para o desenvolvimento sustentável de produtos e o reuso de matérias-prima na fabricação, a empresa concluiu o processo de linha de base. E assim começa a obter resultados muito bons na área atingindo 26% dos padrões de ecodesign já implementados em todos os produtos relevantes da empresa.

Com essa abordagem, aspectos como a garantia de que os produtos são recicláveis são assim levados em consideração desde a fase de projeto. Até 2030, a empresa quer desenvolver 100% das famílias de produtos relevantes sustentavelmente baseado nos requerimentos de ecodesign.

Além disso, a Siemens pretende intensificar a compra de materiais reciclados, chamados de “materiais secundários”, para metais e resinas e quer implementar o princípio da economia circular. A empresa também está tentando chegar o mais perto possível de zero resíduos em aterros sanitários até 2030. No ano fiscal de 2021, 38% dos metais utilizados para fabricar seus produtos já haviam sido comprados de fontes recicladas.

Em relação à redução de 36% nas emissões de CO2, o resultado do progresso sólido nos esforços da companhia voltados para a proteção do clima. No início de 2021, a empresa havia estabelecido novas metas de redução. Elas foram validadas pela Science Based Targets-Initiative (SBTi), iniciativa que visa contribuir para limitar o aquecimento global em 1,5 graus Celsius. Baseado nas ambições de redução do SBTi, a Siemens quer portanto se tornar neutra em carbono em suas operações de negócios até 2030. Até lá, a empresa também deseja reduzir as emissões em toda a sua cadeia de valor em 15% em comparação a 2019.

No ano fiscal de 2021, a empresa não apenas reduziu mais emissões em suas próprias operações, mas também ajudou seus clientes a fazer o mesmo em suas unidades: as tecnologias do Portfólio Ambiental da Siemens permitiram aos clientes da empresa reduzir em 88 milhões de toneladas de CO2, 10% a mais do que no ano fiscal de 2020.

Além disso, ao apresentar o SiGreen ao mercado, a Siemens está lançando uma nova solução. Pela primeira vez, com ela é possível rastrear a pegada de carbono dos produtos em toda a cadeia de suprimentos. Desse modo, as empresas podem implementar redução mensuráveis com impacto quantificado.

Para acelerar esforços para proteger o clima e os recursos, a Siemens conta com parcerias estratégicas. Por exemplo, em 2021, a empresa tornou-se membro fundador da Alliance for Clean Air. Além disso, expandiu sua parceria estratégica com a The Biodiversity Consultancy para avaliar cientificamente sua pegada de biodiversidade. Ação complementar ao seu envolvimento na área de sustentabilidade.

A Siemens tem sido uma líder nas classificações internacionais de sustentabilidade por mais de 20 anos. No Índice Dow Jones de Sustentabilidade (DJSI) publicado em novembro de 2021, a empresa foi classificada em primeiro lugar entre seus pares do setor. Nesta classificação, alcançou uma posição global de topo em relatórios sociais e ambientais, em inovação e segurança cibernética,. Assim como em proteção ambiental relacionada a produtos e indústrias. A Siemens tem sido incluída nessa classificação todo ano desde 1999, quando o índice foi publicado pela primeira vez. Os principais resultados de sustentabilidade da Siemens mundial estão disponíveis digitalmente. E também em um novo formato para fornecer aos usuários e investidores melhores oportunidades de avaliá-los através do: www.siemens.com/sustainabilityfigures.

Leia também Siemens lança portfólio para prédios inteligentes que reduz consumo de energia e auxilia no distanciamento entre funcionários

Deixe um comentário