Índice de confiança do setor eletroeletrônico recua em setembro

Índice de confiança do setor eletroeletrônico recua em setembro

O Índice de Confiança do Empresário Industrial do Setor Eletroeletrônico recuou 6,5 pontos no mês de setembro de 2021 em relação ao mês imediatamente anterior, atingindo 56,8 pontos, conforme dados da CNI agregados pela Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee). Essa queda interrompeu assim uma sequência de quatro crescimentos consecutivos.

Apesar deste resultado, o ICEI da indústria eletroeletrônica permanece dessa forma acima da linha divisória dos 50 pontos. Isso demonstra que o empresário industrial do setor continua confiante, porém com otimismo mais moderado.

A retração do índice do setor no mês de setembro de 2021 foi resultado da queda de 7,9 pontos na confiança do empresário da área elétrica. E também do recuo de 5,0 pontos da área eletrônica. No caso da área elétrica, o ICEI passou de 65,1 para 57,2 pontos. E na área eletrônica, recuou de 61,4 para 56,4 pontos.

Segundo o presidente da Abinee, Humberto Barbato, o resultado reflete assim algumas incertezas causadas pela pressão cambial e inflacionária, além do aumento de juros,. E destacou também o ambiente político conturbado. “Esses fatores deixam o empresário mais cauteloso”, afirma.

Na comparação com setembro do ano passado, o ICEI ficou 6,3 pontos abaixo do verificado naquele mês, que estava em 63,1 pontos.

Vale ressaltar que, a partir de agosto do ano passado, não se pode mais considerar os meses subsequentes de 2020 como uma base fraca de comparação, visto que o ICEI já havia começado a se recuperar, com resultados bem melhores do que os verificados em abril e maio de 2020, meses que sofreram os maiores impactos da pandemia de Covid-19.

Leia também Indústria eletroeletrônica encerra 2020 com faturamento de R$ 173,4 bilhões

Deixe um comentário