EDP inaugura nova sede em Goiás

EDP inaugura nova sede em Goiás

A EDP, empresa que atua no segmento de transmissão de energia em Goiás, inaugurou nesta segunda-feira (25) sua nova sede no Estado. O evento contou com a presença do presidente da EDP no Brasil, João Marques da Cruz, e do governador de Goiás, Ronaldo Caiado.

EDP inaugura nova sede em Goiás

A nova sede foi pensada com foco no bem-estar dos colaboradores da companhia com base em elementos da neuroarquitetura, metodologia que utiliza a neurociência aplicada à arquitetura. Para isso, foram utilizados conceitos como a biofilia, por exemplo, que prioriza a integração da natureza à construção, além da criação de ambientes com mais iluminação natural.

Ao todo, são mais de 2.400m² com 83 estações de trabalho e cinco salas de reunião; vestiários; espaços de descanso de modo a fomentar dessa forma a criatividade; almoxarifado moderno com projeto de verticalização da guarda de materiais; Sala da Mamãe, destinada às profissionais lactantes, assim como ambientes coletivos, que proporcionam maior integração dos colaboradores.

“Temos um compromisso de longo prazo com Goiás. O nosso objetivo é contribuir para impulsionar as atividades econômicas e o desenvolvimento da região por meio de melhorias na infraestrutura de transmissão de energia no Estado, o que atrai assim a instalação de novas empresas e gera empregos. A nova sede marca o início dessa nova fase. E deve nos dar condições ainda mais adequadas para suportar esse plano de modernizações e crescimento”, destaca João Marques da Cruz, CEO da EDP no Brasil.

No comando da empresa desde fevereiro, a EDP realizará um investimento de R$ 200 milhões em Goiás até 2023. A companhia anunciou sua primeira obra em março deste ano. Será a ampliação e modernização da subestação Itapaci, que receberá aporte da ordem de R$ 50 milhões. A obra ampliará assim a capacidade do empreendimento e aumentará a confiabilidade do sistema elétrico no Vale do São Patrício, no centro-norte goiano.

Ao todo, a obra deve beneficiar cerca de 300 mil pessoas em 23 municípios. A conclusão e energização do empreendimento estão previstas para janeiro de 2023. Além dessa iniciativa, a EDP Goiás deve realizar 10 obras até o final de 2023, proporcionando portanto melhorias para a infraestrutura e desenvolvimento econômico da região.

Leia também EDP desenvolverá sua primeira usina solar de larga escala